Taxa de rejeição: bom ou ruim?

Taxa de rejeição: bom ou ruim?

Quem utiliza softwares de estatísticas para páginas web já se deparou várias vezes com esse termo: Taxa de Rejeição.

O Google define taxa de rejeição como o seguinte:

“A porcentagem de visitas a uma única página (como as visitas em que uma pessoa sai do seu site na mesma página em que entrou).”

Olhando por um lado, parece ruim, pois dá a entender que a pessoa entrou no seu site, não gostou do conteúdo e saiu rapidamente sem ver outras páginas do site. Mas pode ser diferente.

Vamos supor que estamos buscando por notícias sobre o “Novo Volkswagen Gol” no Google, e nos deparamos com centenas de resultados. Aí uma das primeiras notícias nos leva a um site onde explica tudo sobre o novo Gol, com fotos, valor, motorização, acessórios, etc. Então ficamos lendo tudo, vendo as fotos e nos satisfazemos com aquela informação e pronto. Encontrado o que eu estava procurando, saio do site. Fui ali só pra ler aquela notícia e saí satisfeito com a informação que encontrei.

E isso acontece demais, muitas pessoas entram em sites através de mecanimos de buscas à procura de informações. Achada a informação, a pessoa entra no site, lê e sai logo em seguida. O webmaster desavisado vai achar que o site que ele fez é ruim, pois a taxa de rejeição está alta, mas se olharmos bem, ela não é tão ruim assim, pois pode ter satisfeito centenas de usuários com as informações que eram necessárias naquele determinado momento. Se o site for bem otimizado (SEO), aquele usuário pode voltar novamente ao site ao realizar novas buscas em sites de pesquisas.

Assim, concluímos que o termo “rejeição”, que leva ao negativismo, pode ter seu lado bom às vezes, tudo depende do que o usuário desejar e estiver procurando.

Tags:
,
Ralph Almeida
nosfer@gmail.com

UI/UX Designer e front-end developer • Campinas/SP Com formação acadêmica em TI e pós-graduado em Design Thinking Focado em design de interfaces e experiência do usuário (UI/UX), tendo trabalhado com design de aplicativos mobile (iOS e Android), grandes sites, sistemas web e aplicações desktop.

6 Comentários
  • Paulo Rodrigo Teixeira
    Posted at 10:38h, 31 março Responder

    Oi Ralph,

    A taxa de rejeição normalmente é para landing pages para atender objetivos no funil. Neste conceito, a taxa de rejeição é só até a tela desejada. Se o objetivo é apenas levar o usuário a página, a taxa de rejeição deve ser desconsiderada. A menos que tivesse um nível “dois” na meta é que a taxa de rejeição é que deveria ser considerada.

    Um grande abraço,

  • Phil Souza
    Posted at 12:05h, 31 março Responder

    Grande verdade Ralph. estava pensando nisso esses dias enquanto lia minhas estatísticas.

  • anselmo
    Posted at 21:53h, 02 julho Responder

    Olá como vai ? Lí seu post e desculpe minha ignorância no assunto pois sou novato nessa área de blogs.
    No quadro do google análytics sobre meu blog a taxa de rejeição no mês é de 67,46% já a taxa de visitas ao site é de 58,73% com 252 visítas no mesmo período. Meu blog tem um caracter quase que de um diário, não é especializado em nenhum segmento específico como downloads, vendas, tutoriais ou qualquer um outro.
    Minha pergunta é a seguinte : Essa alta taxa de rejeição do meu site devo considerá-la boa, pois demostra que passou muitas pessoas pelo blog lendo seu contúdo e depois saiu . Ou é realmente um sinal que devo equacionar algum problema estrutural da página como por exemplo a demora em carragar toda a página, no momento o carregamento no meu navegador gira em torno de 0,6s à 0,15s (navegador FF)outro elemento.
    Caso tenha entendido minha dúvida gostaria, se não for incômodo para você, sua opinião à respeito.
    Grato pela atenção e parabéns pelo blog
    Abraços !

  • anselmo
    Posted at 10:31h, 03 julho Responder

    Valeu pela visita e pelo comentário continuarei estudando mais sobre esse tema que é muito interessante e útil.
    Abraços !!!

  • Marcos Fernandes Gonçalves
    Posted at 12:20h, 26 janeiro Responder

    Ralph,

    Nessa linha de pensamento que você colocou, talvez a taxa que indique o tempo da página seja, de certa forma, mais relevante do que a taxa de rejeição, certo? Por exemplo, meu blog, que trata de nicho bem específico, é novo (três meses), e a taxa de rejeição está em torno de 70%; no entanto o tempo por página é, em média, de 3:30m; logo, tempo necessário para a leitura de um artigo. Em tese, o leitor buscou um artigo específico, leu e foi embora.

    É por aí?

  • Marcos Fernandes Gonçalves
    Posted at 12:02h, 27 janeiro Responder

    Obrigado pela dica lá no Blog. Grande abraço e sucessos.

Postar um comentário